22.10.06

road tale

o que estou fazendo aqui? ela se faz mais uma vez essa pergunta, que na verdade é uma forma de se transportar dali para o motivo de sua viagem, a mais de 8000 km ao sul. porque se perguntar isso é obrigar sua memória a refazer todo o percurso, de buenos aires a los angeles, em 2002, até chegar neste ponto da estrada entre el paso e san antonio, no final de 2004. um percurso muito mais afetivo do que geográfico, com despedidas dolorosas, projetos abandonados, objetos perdidos e uma sensação quase constante de desamparo. tinha vindo para os estados unidos não em busca do sonho americano, mas escapando do aniquilamento da possibilidade mesma do sonho, de qualquer sonho. a porta que se abriu primeiro foi a de um doutorado numa universidade americana e ela não duvidou em atravessá-la, deixando uma vida para trás, sem saber o que conseguiria recuperar dela no futuro. recuperaria alguma coisa além da capacidade de rememorar sem pena?

1 Comments:

At 11:13 AM, Blogger Ana Maria Ramiro said...

Paloma, teus fragmentos, mesmo cheios de interrogações, só me deixam impressões exclamativas. Uma beleza! Ah, e vc. continua interferindo na lógica das astros...surgiu algo das tuas "notas lacanianas". Está lá no Girapemba. Apareça. Bjs. Ana

 

Postar um comentário

<< Home