3.12.10

são paulo

conversamos. faço rodeios. ela muda de assunto, desinteressada. acha tudo uma futilidade.

a pergunta que me atormenta não sai: você acha que vou ser feliz nessa casa?